Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia

"Descrições de aves: uma comparação entre Aristóteles e Plínio, o Velho"
Roberto de Andrade Martins
Filosofia e História da Biologia, volume 1, páginas 297-323, 2006

artigo em formato PDF

Resumo: Os mais antigos tratados zoológicos que foram conservados fazem parte da obra de Aristóteles (384-322 a.C). Na Historia Animalium Aristóteles apresentou uma descrição bastante detalhada de aproximadamente 550 espécies, incluindo vertebrados e invertebrados. Muitos séculos depois, Plínio o Velho (23-79 d.C.) compilou em sua Naturalis Historia todas as informações que conseguiu encontrar sobre plantas, animais, minerais e vários outros assuntos. O presente estudo apresenta uma comparação das descrições que Aristóteles e Plínio fazem de algumas aves, com a finalidade de identificar as semelhanças e diferenças entre os tratamentos desses dois autores. Embora em muitos pontos Plínio tenha se baseado em Aristóteles, há diferenças marcantes entre seus estilos. As descrições de Aristóteles mostram, geralmente, um conhecimento observacional direto e detalhado dos animais. Plínio demonstra um conhecimento erudito, mas sem base observacional e que privilegia aspectos de interesse e utilidade humana dos animais. Estas e outras diferenças serão esclarecidas e exemplificadas no presente estudo.
Palavras-chave: história da zoologia; Aristóteles; Plínio, o Velho; ornitologia

Descriptions of birds: a comparison between Aristotle and Pliny the Elder

Abstract: The oldest extant zoological treatises are part of the work of Aristotle (384-322 BC). In his Historia Animalium Aristotle presented a very detailed description of about 550 species, including vertebrates and invertebrates. Many centuries later, Pliny the Elder (23-79 AD) in his Naturalis Historia compiled all the information he could find about plants, animals, minerals and various other topics. This study presents a comparison of the descriptions of some birds by Aristotle and Pliny, in order to identify the similarities and differences between the treatments of these two authors. Although at many points Pliny took Aristotle as his source, there are marked differences between their styles. The descriptions of Aristotle generally exhibit a direct and detailed observational knowledge of the animals. Pliny displays an ample scholarly knowledge, but without observational basis. Besides that, he privileges issues of human interest and usefulness of animals. This paper explains and exemplifies these and other differences between the two authors.
Keywords: history of zoology; Aristotle; Pliny the Elder; ornithology


Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)