Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia

"Emoção e cognição: uma abordagem científica das emoções"
Marisa Russo Lecointre
Filosofia e História da Biologia, volume 2, páginas 337-349, 2007

artigo em formato PDF

Resumo: A discussão sobre o estudo científico das emoções, e da consciência em geral, remonta ao início da ciência moderna com o impasse de Descartes face à união entre alma e corpo. A dificuldade em explicar cientificamente a relação das emoções e faculdades mentais (ou faculdades da alma, como então eram consideradas), com o corpo, explicitava, na verdade, dois problemas: o primeiro estava relacionado ao conceito de matéria, tal como este foi atribuído na física cartesiana; o segundo relacionava-se a uma dificuldade epistemológica que tinha por horizonte a explicação causal entre duas substâncias distintas (corpo/res extensa e alma/res cogitas). Ao longo da história da ciência, a física cartesiana e sua concepção dualista da matéria foram duramente criticadas, refutadas ou modificadas, sustentando um debate sobre a natureza das emoções e da consciência que perdura ate os dias atuais.
Palavras-chave: filosofia da psicologia; emoções; cognição; corpo-alma

Emotion and cognition: a scientific approach to emotions

Abstract: The discussion on the scientific study of emotions, and consciousness in general, goes back to the beginning of modern science with Descartes' problem of the union between soul and body. The difficulty of explaining scientifically the relationship of emotions and mental faculties (or powers of the soul, how they were considered), with the body, presented two problems: the first problem was related to the concept of matter, as it was assigned in Cartesian physics; the second problem was related with an epistemological difficulty to explain the causal relation between two distinct substances (body / res extensa and soul / res cogitans). Throughout the history of science, the Cartesian physics and the dualist conception of matter have been widely criticized, refuted or modified, holding a debate on the nature of emotions and consciousness that lasts until today.
Keywords: philosophy of psycholoogy; emotion; cognition; body-soul

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)