A teoria cromossômica da herança e a teoria do plastinema de Toledo Piza Jr. : um confronto esquecido

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia

"A teoria cromossômica da herança e a teoria do plastinema de Toledo Piza Jr. : um confronto esquecido"
Aldo Mellender de Araújo; Lilian Al-Chueyr Pereira Martins
Filosofia e História da Biologia, volume 3, páginas 1-19, 2008

artigo em formato PDF

Resumo: A publicação, em 1915, do livro The Mechanism of Mendelian Heredity, por Thomas Hunt Morgan (1866-1945) e colaboradores é considerada um marco no estabelecimento da chamada teoria cromossômica da herança, ainda que opiniões divergentes permanecessem por algum tempo. Esta obra procurou não somente dar um suporte empírico à compatibilidade da dinâmica cromossômica na meiose às leis de Mendel, como também propôs que os fatores mendelianos (posteriormente designados como genes) se distribuíam linearmente ao longo dos cromossomos. Mais de uma década depois, quando praticamente todas as vozes contrárias à teoria já haviam silenciado, no Brasil, o citologista Salvador de Toledo Piza Jr. (1898-1988), publicou uma pequena monografia contestando a teoria cromossômica e propondo uma nova teoria, por ele denominada de teoria do plastinema. Neste trabalho, faremos um exame do conteúdo desta monografia, bem como da repercussão da mesma no meio científico brasileiro, usualmente caudatário em relação às propostas dos grandes centros de pesquisa.
Palavras-chave: Salvador de Toledo Piza Jr.; plastinema; teoria cromossômica; história da genética; história da citologia

The chromosome theory of heredity and Toledo Piza Junior’s theory of plastinema: a forgotten confrontation

Abstract: The publication, in 1915, of the book The Mechanism of Mendelian Heredity by Thomas Hunt Morgan (1866-1945) and collaborators is regarded as a landmark in the foundation of the so-called chromosome theory of inheritance. However, diverging opinions on this theory were still presented for several years. Morgan’s work provided an empirical support for the compatibility between Mendel’s laws and the chromosome dynamics in meiosis, and proposed that the Mendelian factors (later called genes) were linearly distributed along the chromosomes. More than a decade afterwards, when most voices against the theory had already been silenced, the Brazilian cytologist Salvador de Toledo Piza Jr. (1898-1988) published a small monograph challenging the chromosome theory and proposing a new view, that he called the plastinema theory. This paper analyses Toledo Piza Junior’s monograph and its repercussion in the Brazilian scientific context.
Keywords: Salvador de Toledo Piza Jr.; plastinema; chromosome theory; history of genetics; history of cytology

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)