Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia


"Alimentação e males da alma em fontes do período moderno"
Paulo José Carvalho da Silva
Filosofia e História da Biologia, v. 7, n. 2, p. 305-316, 2012.

artigo em formato PDF

Resumo: A tradição médica hipocrático-galênica, em específico, o amplamente difundido gênero dos regimes de vida, dá especial atenção ao que é ingerido, como orientação fundamental para a conservação da saúde e da vida. Sermões, instruções religiosas, novelas alegóricas, entre outros discursos que abordam a questão da saúde tratam de alguma forma da alimentação. A noção chave é a moderação, ponto de convergência entre a preocupação com o equilíbrio fisiológico e o hábito virtuoso. Esta pesquisa propõe investigar fontes da cultura luso-brasileira e europeia do período moderno que tratam da alimentação e que permitem uma discussão epistemológica sobre as convergências teóricas entre o discurso moral e o das ciências da vida que embasavam práticas de saúde. Numa perspectiva mais abrangente de uma proposta de uma arte de bem viver, as variantes dos regimes da primeira modernidade discutem a alimentação também como uma relação crítica entre o mundo exterior e a interioridade, e neste sentido, a categoria da gula comparece como uma transgressão a uma norma suposta natural.
Palavras-chave: Alimentação; saúde; males da alma

Alimentation and aliments of the soul in the modern period sources

Abstract: The Hippocratic-Galenic medical tradition, in particular the widespread genus of health regimen, gives special attention to what is eaten as a fundamental guidance for the preservation of health and life. Consequently sermons, religious instructions, allegorical novels among other sources on the issue of health deal with alimentation. The key notion is moderation, the point of convergence between the concern of the physiological balance and virtuous habit. This research proposes to investigate the sources of Luso-Brazilian culture and European modern period on alimentation to allow an epistemological discussion on the convergence between moral and life sciences on the basis of health practices. In a broader perspective of a proposal for an art of well living, variants of early modern regimes discuss alimentation as a critical relation between outside world and inwardness. In this sense, the category of gluttony appears as a transgression of a rule that is supposed to be natural.
Keywords: Alimentation; health; aliment of the soul

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)