Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia


"As concepções evolutivas de Robert Chambers no Vestiges of the natural history of creation (1844)"
Marcelo Akira Hueda, Lilian Al-Chueyr Pereira Martins
Filosofia e História da Biologia, v. 9, n. 1, p. 39-57, 2014.

artigo em formato PDF

Resumo: Publicado anonimamente em 1844, o livro Vestiges of the natural history of creation (Vestígios da história natural da criação) desencadeou uma das mais acirradas discussões públicas que ocorreram durante o século XIX. Seu autor, Robert Chambers (1802-1871), defendeu a transmutação dos seres vivos. O objetivo deste artigo é discutir algumas concepções “evolutivas” presentes nessa obra. Esta pesquisa levou à conclusão de que Chambers propôs que a transmutação das espécies ocorre através de leis naturais, de modo lento e progressivo. Seguindo a tradição empirista, procurou corroborar suas ideias através de evidências obtidas a partir do registro fóssil, conforme o conhecimento da época. Consideramos que a baixa aceitação da proposta de Chambers se deveu principalmente a fatores não epistêmicos.
Palavras-chave: história da evolução; Chambers, Robert; leis naturais; progresso

Robert Chambers’ evolutionary conceptions in Vestiges of the natural history of creation (1844)

Abstract: The book Vestiges of the natural history of creation was published anonymously in 1844. It sparked one of the 19th century hardest public discussions. Its author, Robert Chambers (1802-1871), advocated the transmutation of the living beings and the origin of new species by natural causes. The aim of this paper is to discuss some “evolutionary” ideas which are present in this work. This research led to the conclusion that Chambers proposed a progressive and slow transmutation of species through the action of natural laws. Following the empiricist trend present in that time, he tried to corroborate his evolutionary conceptions through some evidence got from the knowledge of the fossil record. Besides that the low acceptance of Chamber’s proposal was mainly due to non-epistemic factors.
Keywords: history of evolution; Chambers, Robert; natural laws; progress

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)