Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia


"Análise das visões sobre a natureza da ciência em produções científicas que se reportam a livros didáticos"
Elda Cristina Carneiro da Silva, Joanez Aparecida Aires
Filosofia e História da Biologia, v. 9, n. 2, p. 141-160, 2014.

artigo em formato PDF

Resumo: A abordagem histórico-filosófica aplicada à educação em ciências vem, ao longo dos anos, ganhando mais espaço, por meio de estudos, análises e propostas sobre suas possíveis contribuições para enfrentar muitos dos problemas apresentados na educação em ciências. O presente artigo discorre acerca dessa abordagem ao investigar quais visões sobre a natureza da ciência são veiculadas por artigos publicados no periódico Filosofia e História da Biologia, de 2006 a 2014, quando fazem referência a livros didáticos, considerando seu papel na construção de visões sobre a natureza da ciência pelos alunos. As categorias de análise definidas a priori foram construídas para investigar possíveis deformações que a educação em ciências pode estar transmitindo, de forma velada ou explícita, no que diz respeito à compreensão da natureza do trabalho científico e, consequentemente, acerca das visões sobre a ciência (Gil-Pérez et al., 2005). Durante a análise houve também a emergência de uma nova categoria (a posteriori). Os resultados indicam que todos os trabalhos analisados enquadram-se em categorias a priori e a posteriori que se contrapõem às visões deformadas da ciência. Isto sugere que os artigos desenvolvidos por um coletivo de pesquisadores que se ocupam em investigar a História e Filosofia da Biologia têm o potencial de colaborar para o enfrentamento das visões deformadas do trabalho científico.
Palavras-chave: educação em biologia, natureza da ciência; história e filosofia da ciência; história e filosofia da biologia; livros didáticos

Analysis of conceptions about the nature of science in scientific productions when referring to textbooks

Abstract: The historical-philosophical approach applied to the science of education has gained notorious importance over the years through studies, analyzes, and proposals on their possible contributions to address many of the problems in the science of education. This paper investigates which conceptions about the nature of science are conveyed by articles in the journal Philosophy and History of Biology from 2006 to 2014, referring to textbooks, considering its role in the students’ construction of conceptions about the nature of science. The category analyses defined a priori were constructed from the possible deformations that science education may be transmitting, covertly or explicitly, in respect to understanding the nature of scientific work and, consequently, about the visions of science (Gil-Pérez et al., 2005). During the analysis, there was also the emergence of a new category (a posteriori). The results indicate that all studies reviewed fall into a priori and a posteriori categories and oppose the deformed views of science. Thus this study suggests that the articles developed by a collective of researchers who are engaged in investigating the History and Philosophy of Biology have the potential to work together in order to confront the deformed distorted views of scientific work.
Keywords: biology education; nature of science; history and philosophy of science; history and philosophy of biology; textbooks

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)