Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia

"O âmbar de Ambrósio Fernandes Brandão: um registro equivocado"
Antonio Carlos Sequeira Fernandes, Ricardo Pereira, Ismar de Souza Carvalho, Débora de Almeida Azevedo
Filosofia e História da Biologia, v. 6, n. 2, p. 173-187, 2011.

artigo em formato PDF

Resumo: Concluída em 1618, a obra de Ambrósio Fernandes Brandão (1555-?), intitulada Diálogos das Grandezas do Brasil corresponde a uma das principais obras publicadas no século XVII divulgando a realidade e o potencial da nova terra. Ao longo da leitura dos seis diálogos travados entre dois personagens, Bradônio e Alviano, obtêm-se preciosas informações da época sobre os costumes locais, a agricultura, a história, a fauna, a flora e o primeiro debate sobre a ocorrência e a origem do âmbar-gris e o âmbar, produto da fossilização de resinas de gimnospermas e angiospermas. Brandão pode não ter revelado o primeiro achado de âmbar no Brasil, mas certamente contribuiu com informações que demonstravam a confusão por vezes reinante em relação às origens do âmbar cinza produzido pelos cachalotes, e o das resinas fossilizadas. Por outro lado, Ambrósio Brandão contribuiu com importante informação sobre o desconhecimento da existência de cavernas no interior do Brasil, resultado da falta de interiorização do território colonial. Mais de trezentos anos após a publicação do livro, o registro de resinas fossilizadas no território brasileiro tornou-se conhecido e, as suposições de Ambrósio Brandão, uma realidade.
Palavras-chave: História da paleontologia; história da ciência no Brasil; Brandão, Ambrósio Fernandes; âmbar; século XVII

The amber of Ambrósio Fernandes Brandão: a mistaken report

Abstract: Being concluded in 1618, the work of Ambrósio Fernandes Brandão entitled Diálogos das Grandezas do Brasil (Dialogues on the Brazilian greatness) is one of the main works published in the 17th Century. It showed the reality and potential of this new land. Reading the six dialogues between the two characters, Bradônio and Alviano, we can get precious information about the local customs, agriculture, history, fauna, flora, as well as the first debate on the occurrence and origin of the ambergris and amber (the product of the fossilization of gymnosperms and angiosperms resins). Even if Brandão had not announced the first finding amber in Brazil, certainly he contributed to it by providing information that clarified the origin of the ambergris got from whales and fossilized resins. On the other hand, Ambrósio Brandão had also provided information about the existence of caves in the Brazilian countryside since the colonial territory was poorly settled. More than three hundred years after the publication of the book, the report of fossilized resins in the Brazilian territory became known, and the assumptions of Ambrósio Brandão were finally confirmed.
Keywords: History of paleontology; history of science in Brazil; Brandão, Ambrósio Fernandes; amber; 17th century

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)