Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia

 

“Filosofia e História da Biologia”

 

Edição impressa: ISSN 1983-053X

Edição eletrônica: ISSN 2178-6224

Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia
Apresentação Edições Equipe Normas Aquisição Busca

Filosofia e História da Biologia

"Mudanças nas práticas de coleta e estudo dos mamíferos a partir do século XVIII"
Fernando Dias de Avila-Pires
Filosofia e História da Biologia, v. 6, n. 2, p. 211-226, 2011.

artigo em formato PDF

Resumo: O autor descreve as influências recíprocas da taxidermia e taxonomia de mamíferos e suas implicações para o estudo da biodiversidade. A partir do século XVIII surgiram, nas residências nobres, os “gabinetes de história natural” destinados a abrigar e exibir coleções de rochas, minerais, plantas e animais raros ou curiosos. A preferência recaía em aves, borboletas e besouros de coloração vistosa e fáceis de serem coletados. Entretanto, as técnicas de conservação disponíveis na época, pouco eficazes, raramente permitiam a preservação das cores e do aspecto natural dos animais. O mesmo problema comprometia as coleções dos museus de história natural. As mudanças ocorridas na conceituação de espécie, especialmente aquelas devidas à aceitação generalizada da teoria da evolução vieram, por sua vez, afetar a organização das coleções museológicas que passaram a representar a gama de variações morfológicas individuais, sexuais, etárias e a diversidade genética existente na natureza.
Palavras-chave: história da taxonomia, história da taxidermia, biodiversidade, variação, mamíferos, coleções museológicas

The changes in the methods of collecting and studying mammals after the XVIIIth Century

Abstract: The author describes the relationships between taxidermy and mammal taxonomy and its impact upon the study of biodiversity. After the XVIIIth Century it became fashionable among the nobility to display collections of rocks, minerals, and selected specimens of curious or rare plants, and animals in “cabinets of natural history”. Birds, butterflies and beetles of distinct coloration and size, easily captured were particularly prized. The techniques and methods of preservation available at the time did not preserve coloration and the natural aspect of mammals and birds. The same problem affected the collections in the natural history museums. Changes introduced into the concept of species, especially those due to the general acceptance of the theory of evolution influenced the organization of the collections of plants and animals, in an attempt to represent the morphological, individual, sexual, age-class and the genetic variability found in nature.
Keywords: history of taxonomy, history of taxidermy, biodiversity, variation, mammals, museum collections

Para ter acesso aos sumários de todos os volumes da revista Filosofia e História da Biologia, clique aqui.

 Associação Brasileira de Filosofia e História da Biologia (ABFHiB)